Convocatoria AG - 14/12/2021 PDF Imprimir e-mail

Imagem Activa 

ASSEMBLEIA GERAL

SESSÃO ORDINÁRIA

 

Nos termos da Lei e dos Estatutos, a Presidente da Mesa da Assembleia Geral decidiu convocar a Assembleia Geral para reunir, em Sessão Ordinária, no próximo dia 14 de dezembro de 2021, pelas 20H30, na sociedade "A Voz do Operário", Rua da Voz do Operário, n.º 13, 1100-620 Lisboa, com a seguinte:

ORDEM DE TRABALHOS

PONTO ÚNICO - Apreciação, Discussão e Votação do Plano de Atividades e Orçamento para o exercício de 2022, acompanhados dos respetivos pareceres do Conselho Fiscal e do Conselho Consultivo.

Não havendo número legal de sócios para deliberar em primeira convocação, a Assembleia, de acordo com os Estatutos, reunirá meia hora depois com qualquer número de presenças e com a mesma Ordem de Trabalhos.

Nos termos da Lei e dos normativos da Direção Geral de Saúde, devem os Sócios apresentar Certificado Digital de Vacinação ou teste PCR negativo (feito em laboratório), realizado nas 72 horas anteriores à sua apresentação, ou teste de antigénio com relatório laboratorial, realizado nas 48 horas anteriores à sua apresentação ou teste rápido de antigénio (autoteste), realizado nas 24 horas anteriores à sua apresentação, devendo ser feito na presença de um/a profissional de saúde ou da área farmacêutica que certifique a sua realização e o seu resultado. De igual modo se mantêm o distanciamento social, o uso obrigatório de máscara, a higiene das mãos e etiqueta respiratória.


Lisboa e Clube de Campismo de Lisboa, 25 de novembro de 2021

 

A Presidente da Mesa da Assembleia Geral

Teresa Campos

Documentação relativa à ordem de trabalhos

 
MAG - Assembleias Gerais de 18/09/2021 PDF Imprimir e-mail
Assembleias Gerais do CCL
realizadas em 18 de setembro de 2021
AG 18/09/2021

No passado dia 18 de setembro de 2021 realizaram-se, na Voz do Operário, em Lisboa, as duas Assembleias Gerais Ordinárias que tinham sido adiadas, em dezembro (2020) e em março (2021), devido à Covid-19 e, consequentemente, às regras impostas pela Direção Geral de Saúde, que implicaram mudanças significativas no nosso quotidiano pessoal, profissional e associativo. A primeira Assembleia destinava-se à Apreciação, Discussão e Votação do Plano de Atividades e Orçamento para o ano de 2021 e a segunda à Apreciação, Discussão e Votação do Relatório e Contas referente ao exercício de 2020. Como se pode ver pelas imagens, as Assembleias foram concorridas e as intervenções sobre os assuntos em discussão foram múltiplas como o atestam as atas nº 27 e 28, já disponibilizadas no sítio do Clube. A todas as questões respondeu o Presidente do Conselho Diretivo, Companheiro Luís Duarte, tendo em conta e realçando este período tão atípico que universalmente estamos a viver e que constituiu e constitui ainda um verdadeiro desafio ao Órgão de Gestão do nosso Clube, o Conselho Diretivo.

Relativamente ao Plano de Atividades e Orçamento para 2021 antes da votação estavam inscritos 125 Sócios e 83 representados, num total de 1507 votos. Após o escrutínio o documento foi aprovado por maioria, com 1220 votos a favor 240 votos contra e 47 abstenções.

No que se refere ao Relatório e Contas de 2020, a Assembleia contava com 134 Sócios inscritos e 84 representados, num total de 1546 votos e foi o mesmo aprovado por maioria com 1285 votos a favor, 232 votos contra e 29 abstenções.

Lamento, e apesar de algumas opiniões contrárias, que a afluência de Sócios tenha sido menor do que na última Assembleia Geral de 30 de Setembro de 2020 (3ª feira pelas 20h30m) onde estiveram presentes 164 Sócios inscritos e 100 representados, num total de 1778 votos.

É tempo dos Sócios do CCL refletirem, seriamente, sobre a importância da sua presença no ato mais importante da vida do Clube. Nas Assembleias apresentam-se, discutem-se e votam-se os assuntos de maior relevância para o presente e futuro do Clube de Campismo de Lisboa, tal como consta no Artigo 35º dos Estatutos do CCL. Tristemente assiste-se a “debates” sem qualquer base estatutária, a insinuações e quantas vezes a falsas afirmações nas redes sociais. Ora, o único sítio que se constitui como sede própria para que os Sócios questionem e usem da palavra são as Assembleias Gerais. Aos que não comparecem nas Assembleias mas utilizam as referidas redes sociais como meio de instalar a dúvida e o caos só posso apelidar de “guerreiros do teclado na sombra”. Desde que tomei posse como Presidente da Mesa da Assembleia, deliberei, com a então equipa, conferir, para além da Ordem de Trabalhos, um período de 30 minutos para que os Sócios usem da palavra sobre qualquer tema associativo, assim não se compreendem tais atitudes. Venham as críticas construtivas e teremos um Clube melhor!

Mesa da Assembleia Geral
Teresa Campos
 
História do Campismo PDF Imprimir e-mail
historia_camp_1.jpg
Desde a antiguidade o homem utiliza tendas para se abrigar procurando proteção de perigos externos e intempéries. As operações de ordens militares da idade média utilizavam os acampamentos e seus comandantes e generais consideravam a prática essencial para o sucesso das batalhas.

A arte de acampar foi descrita com aperfeiçoamento pelos romanos. Políbio, um historiador grego que viveu entre 205 a.C. e 120 a.C., descreveu a sistemática e a arquitetura de um desses acampamentos. Após a escolha de um local militarmente adequado, erguia-se o Fosso e a Paliçada em torno deste local, por questões óbvias de segurança. A organização do acampamento completava-se com a armação da grande tenda do Cônsul ou do Imperador e das barracas dos generais, sacerdotes, servos e demais integrantes do grupo. Este conjunto central era chamado de Pretório. O trânsito e a circulação no interior do acampamento eram organizados através das vias que cortavam o mesmo. Estas eram chamadas de Via Principalis, Via Praetoria e Via Quintana.

Desde a antiguidade até os dias de hoje os povos ainda dependem de tendas ou barracas de fibras vegetais, couro animal ou de tecido para sobreviver.

Ler mais...
 
RESPEITO PDF Imprimir e-mail
Respeito, você já parou para pensar o que esse sentimento significa e o quanto ele é importante para a nossa sociedade? Respeitar é ter consideração pelo outro e evitar agir de forma que o prejudique, o que engloba uma série de situações, sobre as quais trataremos ao longo do artigo.
 
Continue a leitura e reflita sobre o quanto o respeito está presente na sua vida, tanto em relação aos outros quanto a si mesmo.
 
5 Motivos que provam o poder do respeito
 
O respeito é um elemento essencial para a convivência entre as pessoas, sem ele uma pessoa pode invadir os limites do outro e causar uma série de problemas. Veja, a seguir, alguns motivos que provam o poder do respeito e sua importância em nossas vidas.
 
1 – Permite a convivência entre pessoas diferentes
Sem respeito, a convivência entre pessoas com opiniões e estilos de vida diferentes seria completamente impossível. Embora a nossa sociedade ainda tenha muito a melhorar nesse quesito, precisamos considerar que uma parcela significativa da população já tem o respeito como um valor presente em sua vida.
 
2 – Garante que o espaço de cada um não seja invadido
O direito de uma pessoa termina quando começa o do outro, isso se aplica a praticamente tudo. Ao direito de ouvir música em casa, mas sem aumentar tanto o volume ao ponto de incomodar a vizinhança; ao garantir o lugar em uma fila por ter chegado mais cedo, mas sem tomar a vez de ninguém, são muitos os exemplos de situações em que, através do respeito, todos podem conviver em harmonia.
 
3 – Gera reciprocidade
Quando você trata uma pessoa com respeito, as chances de que ela retribua são muito grandes. Apesar de não haver meios de garantir que isso irá acontecer, é natural do ser humano retribuir, seja para o bem ou para o mal. Sendo assim, se você se refere aos demais de forma respeitosa ou grosseira, é provável que façam o mesmo consigo, a escolha é sua de adotar a reciprocidade.
 
4 – Conecta as pessoas
O respeito também possui o poder de conectar as pessoas. Quando você lida com outra pessoa de maneira respeitosa, está criando um laço entre vocês. Isso ocorre especialmente quando a forma positiva de lidar com o outro vem em um momento de tensão, em que os demais estão exaltados.
Para ilustrar, imagine o seguinte exemplo: você está no supermercado e se dirige até ao operador de caixa. Então, percebe que a fila está um pouco mais lenta do que o habitual porque este profissional que está passando as compras está em seu primeiro dia de trabalho. O facto de demonstrar respeito por aquela pessoa, mesmo quando os outros estão impacientes, cria uma conexão entre vocês.
 
5 – Estimula o comportamento respeitoso
A forma mais poderosa de ensinar é através do exemplo, por mais que palavras tenham o seu valor, sem a prática elas perdem o sentido. Assim, quando você é respeitoso com as pessoas ao seu redor, independentemente de sua posição social, está passando adiante esse exemplo, incentivando os outros a o seguirem.


Ler mais...
 

Parcerias

Pesquisar

Novos Utilizadores
RegistoRegiste-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos para sóciosFormulario de novo registo
 

Agenda (Act.Gerais)

Agenda
Arquivo
< Dezembro 2021 >
S T Q Q S S D
29 30 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2
Nenhum evento